DIREITO DE FAMÍLIA E SUCESSÕES

  Cabem, ao advogado e, ao próprio Escritório, como entidade por suas vocações, toda a sensibilidade e intuição para perceberem as circunstâncias que trouxeram o Cliente à sua sede.

  Muitas vezes, com minuciosas orientações, o caso deixa de ser um processo judicial, passando para um ambiente de menor desarmonia, onde as soluções inimagináveis tornam-se possíveis, para o bem de toda a entidade familiar. Contudo, tratando-se de incompatibilidades intransponíveis, nossa experiência processual é decisiva para a obtenção de êxito no objeto da causa.

  No Direito Sucessório, conectam-se Patrimônio e Família, instituições orientadas pelo respeito à vontade do falecido; a de que a sucessão legítima é supletiva de sua vontade e a da igualdade das legítimas. Também aqui a sensibilidade e a intuição dos advogados são imprescindíveis para prevenir litígios ou, se for o caso, VENCÊ-LOSImportante decisão familiar pode estar no Planejamento Sucessório, onde o interessado, em vida, decide antecipadamente sobre a herança entre seus herdeiros, quando conveniente, em tempo futuro, evitar a Ação de Inventário.

  No Direito Sucessório, o Escritório cuida também da elaboração de testamentos e doações de bens, inclusive, se necessário, a criação de Holdings Patrimoniais e Familiares, através de profissionais habilitados, com ganhos administrativos, fiscais, societários e familiares, precavendo a família e a sociedade, de riscos trabalhistas, fiscais, tributários, ambientais, societários e familiares.